O LaBEST – Laboratório para o Empreendedorismo, Sociedade e Tecnologia, é uma unidade de investigação que tem como entidade de acolhimento o Instituto Piaget e como entidade gestora o Instituto de Estudos Interculturais e Transdisciplinares de Almada (ISEIT). Este Laboratório tem como objetivo identificar problemas e necessidades na sociedade que se tornem como janelas de oportunidade para o desenvolvimento de produtos e/ou serviços que contribuam com soluções aos problemas identificados, promovendo a transferência de conhecimento científico para o mercado de trabalho.

João Geraldes | Coordenador do LabEST

LabEST

Os princípios orientadores da atividade do LaBEST são a independência, a autonomia e a objetividade da investigação científica relativamente ao Empreendedorismo, Sociedade e Tecnologia, bem como a responsabilidade dos investigadores relativamente às metodologias de trabalho. Espaço intelectual de excelência para a congruência de diferentes sinergias para o desenvolvimento das competências e de produção científica. O laboratório tem como linhas estratégicas de acção e desenvolvimento:

.:. Incrementar a produção científica e a relevância da mesma.
.:. Promover a ligação dos investigadores com o Centro de investigação.
.:. Favorecer a valorização económica dos projetos de investigação.
.:. Alberguar diferentes projetos científicos e empresariais.
.:. Contribuir para a conexão entre investigadores no sentido da produção e publicação científica de problemáticas comuns.

Jaqueline Silva | Vice-Coordenadora do LabEST

LabEST

O LaBEST está organizado em três grupos de investigação e três linhas de investigação (Empreendedorismo, Sociedade e Tecnologia). Os grupos são constituídos por um coordenador – que é o investigador principal – e por investigadores, organizados em função da área temática de especialização de cada investigador. Cada linha de investigação tem igualmente um coordenador. Os investigadores estão igualmente distribuídos pelas três linhas de investigação do Laboratório. A distribuição dos investigadores pelos grupos, linhas e projetos tem em conta os currículos e as aptidões científicas dos mesmos. O LaBEST está apetrechado com software aplicacional para gestão e controlo e outros recursos resultantes de parcerias com os principais atores e dinamizadores do mercado tecnológico. As linguagens para tratamento estatístico e matemático disponíveis são o MATLAB e as ferramentas open source R e PYTHON. Através das parcerias com APPLE, CISCO, HP / IBM, e construtores de soluções aplicacionais (MICROSOFT, SAS, ORACLE e PRIMAVERA SOFTWARE) estarão disponíveis programas académicos específicos.